Os Desafios de Radiocomunicação da Segurança Pública no Brasil.

IACP 2012

O Instituto Avanzi participou da IACP 2012, ocorrida de 29 setembro a 2 de outubro, em San Diego, Califórnia USA. O evento é referência na área de segurança pública em Âmbito Mundial.

Além da delegação Brasileira, representada por Fabricantes e Distribuidores de produtos e serviços, haviam outras delegações de países da Europa, África entre outros.

Na área de telecomunicações muitos produtos prometem agregar maior inteligência ao policiamento ostensivo. No entanto, aqui no Brasil aguardamos a Anatel se pronunciar quanto a regulamentação da tecnologia LTE (Long Term Evolution), popularmente conhecida como 4G. Muitas das novas tecnologias de combate ao crime dependem desse meio de transmissão sem fio, que é capaz de transportar grande volume de dados, voz e imagem, que são os arquivos mais volumosos.

Outra questão de suma importância que necessita de regulamentação é uma faixa exclusiva para a Segurança Pública que hoje não existe no Brasil. Nos Estados Unidos da América por exemplo, o FCC, órgão similar a Anatel, atribuiu a essa finalidade a faixa de 700MHz. Aqui no Brasil hoje a Faixa de 700MHz é utilizada para distribuição do sinal analógico de Televisão.

Ao que tudo indica por conta do fenômeno da digitalização, essa faixa será relocada para as operadoras de telefonia móvel. A questão para os gestores de TIC das segurança pública é: da pra confiar que as operadoras de telefonia móvel prestarão um serviço de qualidade, capaz de suportar suas demandas de comunicação de voz, dados e imagens? Ou é melhor investir em uma estrutura de transmissão de dados própria, considerando que terá que suportar serviços de missão crítica?

Embora a Radiocomunicação da Segurança Pública em geral, possua sua própria estrutura de Estações Repetidoras,  responsáveis hoje pelo suporte de comunicação de voz, a tendência das novas plataformas de radiocomunicação, é agregar ao equipamento de rádio, celular, GPS, camêras de vídeo, sendo necessário a todos esses aplicativos uma estrutura de transmissão de dados e imagens robusta e corretamente dimensionada, para que possa funcionar inclusive em momentos de pico que certamente ocorrerão durante as Olímpiadas e Copa do Mundo.

 

Comentários no Facebook