Novo marco civil da internet é aprovado com garantias de ‘neutralidade’ nas conexões

Em entrevista à rádio CBN Dane Avanzi explica sobre o marco civil, em análise explica o princípio da neutralidade e o impacto ao usuário e os que provedores de acesso ao conteúdo fazendo um paralelo com a espionagem americana.

“Por esse princípio, os provedores não podem ofertar conexões diferenciadas, por exemplo, para acesso somente a e-mails, vídeos ou redes sociais. Quem comenta é o vice-presidente da Associação das Empresas de Radiocomunicação do Brasil, o advogado Dane Avanzi.”

entrevistaCBN