Dane Avanzi foi homenageado pela Polícia Militar do Estado de São Paulo

Muitas são as evoluções quando falamos em telecomunicações da Polícia Militar. Por sua dedicação e trabalhos prestados visando contribuir cada vez mais com essa evolução, o advogado e presidente da Aerbras – Associação das Empresas de Radiocomunicação do Brasil, Dane Avanzi, recebeu da Polícia Militar do Estado de São Paulo, a medalha “Mérito das Telecomunicações – Coronel Manoel de Jesus Trindade”. A honraria nesta sexta-feira, dia 11 de dezembro, na Associação dos Oficiais da PMESP, Salão Vitória, localizada na Rua Mamud Rahd, 973, Tremembé, São Paulo (SP), a partir das 16h.

 

A medalha “Mérito das Telecomunicações – Coronel Manoel de Jesus Trindade”  é concedida a militares, civis e instituições públicas e privadas que tenham prestado relevantes serviços ao CSM/M Tel (Centro de Suprimento e Manutenção de Telecomunicações ), unidade responsável pelo gerenciamento das ligações feitas a PM, à própria Polícia Militar e ao Estado de São Paulo, colaborando para o desenvolvimento das telecomunicações na entidade.

 

Dane Avanzi, que sempre contribuiu e se dedica, diariamente, à evolução da telecomunicação no Brasil, se diz honrado com a outorga. “Para mim é um prazer enorme ser homenageado dessa forma e por essa entidade que tanto faz por São Paulo. Com certeza nos dá mais vontade ainda de trabalhar em prol das telecomunicações no país”, afirmou.

No ano passado, o pai de Dane Avanzi, Dary Bonomi Avanzi, empresário e diretor geral do Grupo Avanzi, que há mais de 56 anos atua no setor de telecomunicações, também foi homenageado pela Polícia Militar do Estado de São Paulo, com a medalha.

A Polícia Militar do Estado de São Paulo já atua, há algum tempo, com alta tecnologia. Para a transmissão de dados de alto desempenho, por exemplo, é utilizada a High Performance Data (HPD), que possibilita, entre outros recursos, a transmissão de dados das ocorrências, pesquisas de dados e imagens.

O nome da medalha não poderia ser outro. Manoel de Jesus Trindade, então civil em 1926, foi contratado para organizar o serviço técnico de comunicação da então Força Pública Paulista, atual Polícia Militar, visando manter a ligação das tropas na Capital. Após o sucesso obtido nesta ação, Trindade foi convidado a instalar estações em cidades do interior que contavam com unidades da corporação.

Depois, no ano seguinte, fundou a primeira escola de radiotelegrafistas, e passou a formar os primeiros contingentes de soldados operadores para a corporação. Em 1934, já capitão, passou a chefiar o CSM/Mtel, até 1949. Trindade consolidou o serviço de comunicações no Estado, e foi posteriormente reconhecido como “pioneiro das comunicações no Brasil”, pela PM. Para homenageá-lo foi criada a medalha “Mérito de Telecomunicações”, que concede prêmio aos destaques e parceiros do segmento.

 

“Por levar o nome de um homem que fez tanto pela telecomunicação, essa medalha ganha uma importância ainda maior. Continuarei honrando e buscando garantir a melhoria das telecomunicações da Polícia Militar”, concluiu Dane Avanzi.